Chegou final o ano, período em que muitas pessoas entram de férias e querem aproveitar ao máximo o seu descanso. Mas, nesta época do ano, além do calor vem as chuvas, por isso, é necessário ter os cuidados necessário com as piscinas.

Os cuidados ideias para as piscinas vão além dos tratamentos das águas, é necessário estabelecer regras para o uso do local, além disso, todas as áreas do condomínio, incluindo as piscinas devem sempre estar prontas para o uso. É importante ressaltar que os acidentes causados por decorrência ou negligência do condomínio é responsabilidade do síndico/condomínio.

Confira abaixo os cuidados ideais para as piscinas

Sinalização e mobiliário da piscina

Manter o mobiliário sempre limpo é fundamental. Escadas para entrar na piscina, assim como a área de chuveiro, também devem ser vistoriadas semanalmente.

O local também deve contar com placas indicando a profundidade da piscina. Pensando ainda na segurança, o ideal é que a área seja cercada e trancada, para evitar o acesso de crianças desacompanhadas às piscinas. Além disso, deve ser proibida a permanência de crianças menores de sete anos desacompanhadas no local.

Manutenção e limpeza das piscinas

Uma boa manutenção é essencial não apenas para deixar a água sempre limpa e cristalina, ela é determinante também para evitar doenças de pele, como micoses, ou até infecções intestinais dos frequentadores.

A água do local deve ser filtrada diariamente, e o controle do cloro feito a cada dois dias. A checagem do pH deve ser executado duas vezes por semana.

Já a limpeza das bordas, a retro lavagem do filtro, o uso de algicidas, assim como a aspiração devem ser feitos uma vez por semana. Outro ponto de atenção é o piso e as bordas da piscina. Os mesmos não devem apresentar rachaduras, lascas ou partes pendentes, para que o ambiente ofereça a segurança necessária.

Quem pode fazer a limpeza das piscinas?

O trabalho depende do tamanho do condomínio e das piscinas, se forem grandes ou com mais de uma o ideal é que se contrate uma empresa terceirizada. Mas, se for condomínio de uma torre e piscina pequena ou média, o próprio zelador pode cuidar da limpeza, mas claro, ter atenção ideal com cada detalhe. Em todos os casos o ideal é contratar uma empresa ou profissionais que entendam bem do assunto.

Cobrir a piscina

É comum em muitos condomínios e casas o hábito de cobrir as piscinas, mas é necessário ter cuidado com o tipo de proteção, pois há aquelas parecidas com lonas e que podem acumular água parada na parte superior, podendo ser abrigo para o mosquito da dengue.

Existem dois tipos de capas mais comuns ara as piscinas: a de proteção, que evita que folhas caiam na água, e por isso, colabora com a limpeza, e também as térmicas, que além de manter a sujeira longe da água, ainda ajudam a manter a temperatura.

Cobrir a piscina também pode ser uma opção quando o local estiver fora de uso, como no inverno, por exemplo. Isso diminui drasticamente a perda de água por evaporação.

Cuidado extremo com os ralos

É extremamente importante ter total cuidado com os ralos, principalmente se a força de sucção estiver muito forte, isso pode provocar acidentes. Qualquer irregularidade procure uma empresa especialista e se necessário, interdite a piscina, nesse caso é melhor a prevenção drástica do que dar brechas para acidentes fatais.

Dicas de uso para os condôminos 

Como a piscina pode ser um dos locais onde há bastante frequência de moradores, é importante que todos conheçam bem as regras de uso.

Chuveiro: é fundamental passar no chuveiro antes de entrar na água. Assim, evita-se que protetores e óleo de banho sujem a água e as bordas com mais rapidez;

Comida e bebida: o ideal é que não se coma e nem beba na piscina, o que também ajuda a manter a água limpa;

Vidros: não devem ser permitidos na área da piscina, para evitar acidentes;

Som: como um local que será utilizado por todos, o ideal é que cada um use fones de ouvido;

Brinquedos: itens como redes, petecas, bolas, bicicletas, skates e etc. não devem ser permitidos no local, pois podem levar a acidentes;

Obs: verificar as regras do condomínio.

 

Quando o assunto é o cuidado com as vidas, permanece o ditado popular “é melhor prevenir do que remediar”, portanto, tenha todos os cuidados em seu condomínio e evite fatalidades.